Pré-Destinação Amorosa || Fala Garota

13:00 Consagra Jovem 0 Comments


Ferozmente muitos protestam contra a pré-destinação amorosa, alegando não haver referências bíblicas fortes o suficientes que aconselham ela. Porém se analisamos um pouco a tão conhecida história de Isaque e Rebeca, não há como contestar que a jovem donzela, não fora enviada pelo Eterno para ser esposa de Isaque. Mas algo interessante fora feito... As seguintes palavras foram ditas pelo servo de Abraão, enviado na missão de encontrar uma esposa para o filho de seu senhor:
– “Ó Senhor, Deus de meu senhor Abraão, dá-me hoje bom encontro e faze beneficência ao meu Senhor Abraão. Eis que eu estou em pé junto à fonte de água, e as filhas dos varões desta cidade saem para tirar água; Seja, pois, que a donzela a quem disser: 'Abaixa agora o teu cântaro para que eu beba'; e ela disser: 'Bebe e também darei de beber aos teus camelos', esta seja a quem designaste ao teu servo Isaque; e que eu conheça nisso que fizeste beneficência a meu senhor.” (Gênesis 2412,13,14)
Estas palavras não aparentam nossos pedidos em orações? Nosso foco? Crer na pré-destinação amorosa, não quer dizer ser desfocado ou desatento, na espera do futuro cônjuge, para que anos mais tarde, caso haja alguma desavença, a culpa seja jogada em Deus. De modo algum! Nosso dever de conhecer através da Bíblia a vontade do Eterno para nosso matrimônio, analisar a quem nos aproximamos sentimentalmente e se focar na idéia de ter um homem segundo a Palavra, ao lado; continua sempre de pé. A oração do servo de Abraão, não indica que ele não sabia exatamente como deveria ser uma boa esposa para o filho de seu senhor. Aliás, porque será que estabeleceu tal situação um tanto diferenciada como requisitos para encontrar a moça? "Saciar a sede de um viajante necessitado, se esforçar muitíssimo por um completo desconhecido" – fazendo mais; "saciando a sede também de seus animais", indica uma mulher piedosa e valorosa, não dada à caprichos mas sim em virtude e ações. Creio que este era exatamente o perfil da futura esposa de seu Senhor, no qual ele se focara e determinou encontrar, sendo assim não era "desavisado" e nem despreocupado com o fato, ele apenas não confiou em si mesmo para aponta-lá, preferindo confiar em Deus que a todas as coisas sabe. O que realmente acontece é que, o ser humano simplesmente se apavora ao ouvir a frase "pré-destinação amorosa" porque logo pensa não estar no controle de sua vida e assim, não ser atendido "do jeitinho que imagina". Nós, que geralmente erramos na escolha de tudo – desde uma fruta saudável no supermercado à adoção de uma profissão como carreira – julgamos estar aptos para escolher a pessoa que viverá o restante de nossos dias, ao nosso lado.

Não deveria existir tanto receio assim. Se um pai humano, ao escolher um presente ao filho, não escolheria um que o agrade se assim puder, unindo o útil ao agradável? Porque causa pensamos que Deus assim não faria? É verdade que Ele é justo, mas também é amável, ah, Ele é! E onde está, há liberdade, inclusive um detalhe interessante na história do casal Isaque e Rebeca, é o fato de Abraão, o pai, enviar o servo lhe dizer que se a donzela enviada por Deus não quisesse retornar com ele, não deveria obriga-la a isto fazer. (Gêneses 24:8) Como podemos ver, ainda que alguém seja preparado a um outro, este nunca será obrigado a aceitar este outro, não há "destino" inevitável, e sim um "pré-destino", traçado com carinho por sinal. Ao ler a Bíblia com foco no assuntos, entendemos que a pré-destinação amorosa pode não se aplicar em todos os casos, mas não quer dizer que não seja real e perfeita! Uma jovem quer escolher segundo a Palavra e esperar a confirmação vinda do Eterno para uma união? Assim faça! Se ela sente que Deus enviará ou já lhe enviou alguém, sem nem ao menos a necessidade de apontares o dedo e leva-lo em oração? Que então Desfrute... Só, desfrute.

Coluna por: Any Olliver



0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!