Lidando com o Bulling || Fala Garota

08:59 Any Olliver 0 Comments


“Ó Senhor Deus, tu ouvirás as orações dos que são perseguidos e lhes darás coragem.” (Salmos 10:17)
A maior arma contra o bulling é a oração e comunhão. Pode ser dito o contrário, mas os cristãos verdadeiramente podem acreditar nisto.
A pressão da sociedade acumulada em nós, sempre tende a dois fins: Ou a retenção; que causa sérios danos em mente e coração, (pois lixo guardado é sinônimo de apodrecimento e contaminação do local) tornando assim o corpo uma espécie de prisão, ou a explosão; resultando em mudança de comportamento, ira e más ações contra o próximo – vindas de uma pessoa boa, no caso a vítima.
É exatamente por isso que nenhum dos dois fins é indicada, mas sim a comunhão com Deus através da oração. A frase: “Falar com Deus muda nosso modo de falar com as pessoas”, é realmente verídica! E mais: Muda também nossas ações perante o mundo.
Deus como Pai provedor que é, adorna o coração que a Ele se entrega diariamente lhe confessando todos acontecimentos e sentimentos, e provê o que é necessário para que ele assim enfrentes as situações.
Não se pode imaginar pessoa que mais se adeque ao perfil de perseguido e humilhado como o salmista Davi, autor do verso, deixado ao início.
Vemos ao longos dos salmos de sua autoria deixados nas Escrituras Sagradas, clamores angustiados vindos das opressão. Mas aquele rapaz diferente de todos guerreiros de sua nação e tempo, não passou de vítima à opressor, não reteve tudo para si matando-se por dentro, mas ao sofrer fez poesia, falou com seu Senhor em constante oração, todo tempo em algum cantinho, louvo sem cessar O amado de sua alma e toda opressão e desavença só serviu para seu aperfeiçoamento, para perfeita comunhão com o Eterno. O resultado foi o grande homem que se tornou em seu tempo.
Um guerreiro não se faz com rixas e confusões, mas é forjado no particular com seu Deus. Assim como Davi, nossos próprios ursos e leões necessitam serem vencidos, não com nossa força mas com nosso confessar ao Senhor, que está sempre disposto a ouvir e prover, e não é no meio dos povos, mas em nossos próprios montes, particulares.
Que todos os que sofrem, possam confiar na Palavra de Cristo que afirmou que encontraríamos descanso em Seu amor e segurança em suas mãos (Mateus 11:28/João 10:28) e assim, deixar que Ele utilize toda opressão ao redor, por incrível que pareça; para um grande bem.
Pois é exatamente isso que acontece. Aos pés do Eterno se descobre quem realmente é. A cada vez que se ajoelha – de alguma forma – se levanta diferente. Os fardos não ficam mais leves, mas os ombros mais fortes.
Confiem...
“Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade.
Por isso não temeremos, ainda que a terra trema e os montes afundem no coração do mar, ainda que estrondem as suas águas turbulentas e os montes sejam sacudidos pela sua fúria.
[...] O Senhor Todo-Poderoso está do nosso lado; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.”
(Salmos 46:1,2,3 e 7)

0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!