Mestre ou Senhor?

18:00 Ruan Majesa 0 Comments


Um Mestre ou um Senhor? Qual a diferença entre essas duas coisas? É sobre isso que quero falar hoje com vocês. E pra começar, mestre é aquele que tem notório saber ou o que ensina, e Senhor é o dono ou aquele que possui algo, que tem uma propriedade. Mas para chegarmos lá eu queria falar sobre um fato interessante.

Hoje tem se manifestado em muitos lugares uma nova tese teológica sobre a salvação, uma salvação que vem por um não senhorio, como assim? O discurso é basicamente: “Aceite Jesus e você será salvo, não há arrependimento, não há renúncia, basta crer.” Mas de onde isso tem surgido? Da própria palavra de Deus deturpada eles dizem que a salvação vem pela fé e não por obras, fato bíblico, mas estão usando de forma que basta só acreditar sem se arrepender e sem trilhar um caminho de santidade. UAAU! O mais interessante como crer sem viver? Ou melhor como ser cristão não praticante? 


Novas pesquisas do IBGE já apresentam esse termo "Cristão não Praticante", somos 25% da população brasileira ou seja cerca de 51 milhões, mas dentre esses foi destacado os "Não Praticantes". Mas calma como posso crer em Cristo e não segui-lo, como isso funciona?

E é aqui que a gente entra na indagação "Mestre ou Senhor?" A realidade é que Jesus nasceu numa época de mestres, melhor dizendo mestres da lei, conhecedores notórios dos estatutos e mandamentos de Moisés. Mas Cristo veio não para ser mais um mestre de leis, mas ele veio para revolucionar o evangelho, ou melhor construir o genuíno evangelho, mas não sobre leis, mas sobre o amor.

Em João 8 a gente vê a história da Mulher Adúltera que foi pega em ato de adultério e os fariseus, mestres da lei, chegam com ela na frente de Jesus enquanto ele Escrevia na Areia. E fala MESTRE o que devemos fazer com essa mulher que foi pega em ato de adultério? A Lei de Moisés manda apedreja-la. E aí Cristo diz: Pois bem, aquele que não tiver pecado atire a primeira pedra e volta a escrever, então todos vão deixando suas pedras no chão e vão embora, então Jesus olha para a mulher e pergunta: Mulher, onde estão eles, ninguém te condenou? e ela Responde: Ninguém, SENHOR, ninguém. E ele fala, pois então nem eu te condenarei vai e não peques mais.

Os fariseus chegam chamando Cristo de Mestre porque reconheciam seu conhecimento, mas só a mulher o chama de Senhor, porque ali ela reconhece o Senhorio de Cristo sobre sua vida. Vamos a outro exemplo:

Mateus 19 vai contar sobre o jovem rico que chega e pergunta: BOM MESTRE o que farei para conseguir a vida eterna? E Jesus responde perguntando se ele seguia os mandamentos e ele diz que sim. Então Jesus manda ele vender tudo o que tinha, dar aos pobres e segui-lo e aí ele simplesmente mete o pé, ele vai embora, porque as palavras do mestre eram pesadas, e Cristo não era seu Senhor.

Porque quando Cristo é nosso mestre nós podemos até ouvir o que ele ensina, nós podemos até acreditar em suas palavras, mas não estamos prontos para segui-lo, os mestres da lei ouviram as palavras de Jesus, o Jovem Rico ouviu a palavra de Jesus, os dois chamaram Cristo de mestre e ambos foram embora. P
edro quando foi chamado disse primeiro Mestre, segundo tua palavra lançarei a rede, mas só depois que o peixe apareceu no barco ele chamou Jesus de Senhor e abandonou tudo e o seguiu. A mulher adúltera chamou Jesus de Senhor e o seguiu. 

Quando cristo é nosso senhor a gente larga tudo e o segue, a gente se torna capaz de tomar a nossa cruz, negamos a nós mesmos, mas quando ele é mestre nós vivemos a superficialidade de uma religião, vemos a banalização da fé achando que essa fé improdutiva e infértil que não causa mudança vai nos salvar. Cristo veio ao mundo para ser Senhor do mundo, de mestre esse lugar já estava cheio e nenhum deles foi capaz de salvar a humanidade apenas CRISTO nosso SENHOR nos deu essa oportunidade. E por isso nos tornamos escravos do ministério de Cristo, nosso Senhor (Rm 6:22). Podemos assim dizer: SENHOR, PARA ONDE IREMOS? SÓ TU TENS AS PALAVRAS DE VIDA ETERNA.

Faça de Cristo Senhor da sua vida dono do seu ser, seja propriedade dEle, não o veja como um mestre que dita regras ou que ensina, mas que não está junto, veja-o como senhor que cuida da propriedade que zela por ela, que não a vende, não a troca mas cuida, o único dono de uma posse indelegável a terceiros.



0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!