Compromisso || Fala Garota

21:24 Any Olliver 0 Comments


“Todo o povo presenciou os trovões e os relâmpagos, e o clangor da trombeta, e o monte fumegante: e o povo, observando, se estremeceu e ficou de longe. Disseram a Moisés: Fala-nos tu, e te ouviremos; porém não fale Deus conosco, para que não morramos.
Respondeu Moisés ao povo: Não temais; Deus veio para vos provar, e para que o seu temor esteja diante de vós, afim de que não pequeis. O povo estava de longe em pé; Moisés, porém, se chegou à nuvem escura onde Deus estava.”
Êxodo (20:18-21)
Este sem dúvidas é um dos versos mais tristes em toda Bíblia Sagrada. Há muitos que nos trazem lamento e emoção, mas este é simplesmente lamentável por retratar a rejeita do povo escolhido pelo próprio Eterno. Não ouso tentar ter noção do sentimento que Ele, sentiu neste evento – Alí oferecendo a um povo rejeitado e escravizado, o que a nenhuma outra nação foi oferecida, declarando Seu amor e promessa de proteção. Dizendo: “Seremos só nós daqui para frente. Eu os prometo amor e os sustentarei.” Como um pedido de casamento, de um noivo piedoso e apaixonado. E então recebeu um sonoro “Não” cheio de espanto e desespero.
Esta cena em termos de tristeza perde apenas para a queda do homem no Éden e a crucificação em minha opinião.
Aquele povo não estava pronto para um compromisso sério, por assim desejar. Eles prefeririam continuar tendo um intermediário entre eles e Deus. Preferiam que Moisés fizesse o “trabalho pesado” e eles, suas vidas dependentes da misericórdia divina. Informando a ele quando algo era necessário e esperando que o mesmo buscasse a vontade do Senhor, que muitas das vezes ainda assim, era contestada.
Quem seria nosso Moisés?
Milhões de moças possuem um. Geralmente é os pais, a melhor amiga, a líder dos jovens da igreja, a blogueira cristã...
Durante minha juventude recebia alguns pedidos de oração, vindo de alguns amigos que sempre eram recebidos com grande carinho, mas nunca deixei de dizer: “Experimente orar também!” Mas o caso era que curiosamente, pensavam que não seriam ouvidos. Não estavam “corretos”, esquecendo-se de que ninguém está! Precisavam de vida mas não desejam conhecer A Própria Vida. Preferiam continuar em suas casas a sobreviver os dias até serem atendidos através das súplicas da amiga. A idéia de que “plebleos não entram na presença do Rei” os consumia.
Oras, Deus abriu as portas de seu palácio aos plebeus com a proposta de os tornar nobres! Milhões de pessoas vivem rejeitando uma glória já entregue a elas. Porque viver na lama se esquecendo de que foi formado para algo maior? Porque dizer “Não” todos os dias?!
Não é errado pedirmos auxílio espiritual. Está declarado pelo Abba: "Onde estiver dois ou um em meu nome alí estarei." (Mateus 18:20) Mas errado é pedir que o próximo faça por nós o que precisamos tanto fazer. Errado e torturante é colocar sempre algo ou alguém entre nós e Aquele que tanto ama.
O monte Sinai, foi decisivo para Israel. Historiadores dizem sobre pesquisas de que apenas mais alguns quilômetros além dele, Israel chegaria a tão sonhada Canaã. No fim, perambularam 40 anos até falecerem no deserto e sua geração herdou a terra. Terra esta; prometida inicialmente à eles quando em vida! O desejo de um relacionamento superficial deles para com O Altíssimo, decretou o caminho.
Havia medo na fala deles. Ao ler o fato relatado se nota isso. Talvez um medo causado pelos pecados? Quem nunca pecou e guardou isso em si temendo se achegar a presença do Poderoso (para não dizer Temível em certos casos)? Óh, o Senhor sabe como isso é comum e difícil de lidar em nós! Porém um desejo sincero de mudança deve haver. Não é longe da presença do Senhor que nossos pecados se amenizarão. Pelo contrário; quanto mais buscarmos estar próximas, mas límpidas ficaremos. A santidade é um dos métodos do Senhor que nos levar a níveis profundos de intimidade com Ele. Ela requer prática e enquanto tentamos com toda a força contida em nossas almas, segui-la, vamos nos achegando à Sua Santa presença que a tudo transforma.
Os hebreus, anêmicos pelos seus pecados diante da glória, não aguentaram e fugiram. Creio que já que não suportavam tanto poder, deveriam ter se ajoelhado e se entregado de uma vez à grandiosa presença.
Não deveríamos fazer isso hoje?!
No fim, Deus continua propondo à muitas moças um compromisso sério, todas as manhãs quando o ar toma conta de seus pulmões. Mas talvez os "raios e fumaça" avisam que algumas mudanças virão. E como se teme o futuro! Como se sente suja e incapaz de sorrir com Ele!
Mas em um raciocínio: Quando recebemos um pedido de casamento, não cabe a nós se preocupar em nos fazer feliz. Não é nosso foco. Simplesmente dizemos “Sim”, confiando de que o amado fará isso. Nossa parte fica apenas em agrada-lO.
Nada é mais belo que uma moça que a isso aceita. Como moças que buscam ser o que as Escrituras descrevem ao nosso respeito; vamos procurar olhar os olhos do Eterno, antes de Suas mãos. Pois precisamos desesperadamente dEle!

0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!