Tirando a Capa || Reflexão

19:30 Amanda Ribeiro 0 Comments


Se você é cristão, é bem provável que você conheça e admire o apóstolo Paulo. E nós, sabemos bem os antecedentes da história de Paulo, todos se lembram do "Saulo de Tarso que perseguia os Cristãos" sim, sim todos nos lembramos... Mas sabe, acho que no fundo não temos dimensão e nem procuramos fazer uma análise crítica de quem de fato foi Saulo de Tarso e em quem se transformou. 

Se analisarmos Saulo usando a psicologia ao nosso favor, notamos que ele tinha traços de um transtorno de personalidade, também conhecido como "Sociopatia" esse transtorno é caracterizado por um egocentrismo exacerbado que leva o indivíduo a desconsiderar os sentimentos e emoções dos outros, além disso, indivíduos com estes problemas possuem dificuldades em proteger suas emoções negativas, ou seja, qualquer contrariedade faz com que essas pessoas percam o controle, levando elas a agir de forma violenta, sem se importar com leis, danos morais ou qualquer outros danos..

Ele não matava os cristãos apenas porque ele era judeu, e porque defendia sua religião. Mas ele tomava essas atitudes detestáveis, porque ele tinha uma necessidade absurda de poder e por essa necessidade ele precisava estar sempre com a razão. Ele não acreditava no Jesus que aqueles cristãos pregavam e ele odiava o fato dessas pessoas saírem pregando e falando de um homem que já estava morto. Isso era demais para Saulo, ele não conseguia controlar suas emoções e isso o contrariou demais, logo ele teve um ataque de fúria que o levou a perseguir essas pessoas inocentes, levar as prisões sem ao menos o direito de defesa, tirou a vida de famílias inteiras, apenas porque essas pessoas tinham uma crença e opinião diferente da dele.

Depois de analisar esses pontos não me resta muitas dívidas de que Saulo tinha fortes traços de Sociopatia. Enfim, todos nós também sabemos da história lá no caminho de damasco, onde ele teve uma visão de Jesus e a partir daí ele se converteu e passou a ser chamado de Paulo.... Isso não é novidade nenhuma. Certo?

A Sociopatia é um problema sem cura, existem tratamentos no qual o indivíduo pode aprender a "controlar" e amenizar os indícios de transtornos de personalidade. Mas a cura? Hmm é um pouco complicado. Porém depois que Paulo conheceu Jesus e tomou conhecimento de fato de quem Jesus foi, Ele mergulhou com tanta vontade na água abundante que não me faltam dúvidas que tenha ficado traços nenhum desse transtorno. Porém o que me encanta é a forma que Paulo usa o seu passado para se aproximar das pessoas. Observe só, Paulo não escondeu seu passado no baú e foi falar sobre Jesus.

Paulo rasgou o coração expondo seus erros e falhas, falou das suas fraquezas, confessou seus pecados. Isso foi de uma coragem fora de série, o ser humano tem o hábito de engrandecer suas qualidades, conquistas, coisas na qual podem ganhar aplausos. Mas expor falhas? Expor vexames? Confessar nossos medos? Muito difícil. Mas sabe por que esse comportamento de Paulo? Porque através dessa coragem ele conseguiu se aproximar de muitas pessoas.

Quando nos rasgamos e revelamos nossos medos e fracassos ao nosso próximo, nós ganhamos um ombro para chorar e também servimos como um ombro para o outro e assim podemos tratar nossas feridas e tratar a ferida de outros. Paulo se rasgou sem pudor algum e assim alcançou a milhares de pessoas, que sofriam de problemas parecidos e até piores do que os dele. Mas ele levou a cura para todas essas pessoas, ele doou seu ombro para que chorassem e também chorou no ombro de muitos. E todos nós sabemos de como Paulo ganhou almas para o Reino.

Mas quantas vezes nos fizemos como Paulo? Quantas vezes dizemos para o nosso próximo o que sentimos? Quantas vezes expomos as nossas fraquezas e falhas? Quantas vezes confessamos ter medo? Quase nunca fazemos isso.

Quase sempre vestimos a armadura dos "Super Heróis" colocamos nossa capa de "titânio" e saímos por aí, carregando dentro de nós dores que precisam ser tratadas e nos relacionamos com pessoas que também sentem dores e que precisam de cura. Porém, como levar a cura se somos "perfeitos" e sem erros?

Sabe porque uma pessoa se suicida a cada 4 minutos? Porque nós estamos ocupados demais por trás de nossas capas de "super crentes" que esconde nossas fraquezas, nos distancia dos que são fracos e que não se aproximam por achar que somos fortes demais e os julgaremos, ela nos torna insensíveis... Paulo assumiu suas fraquezas e se tornou sensível a dor dos outros essa foi a grande sacada de seu ministério, essa foi a grande diferença, reconhecer que embora prosseguisse para um alvo que era a soberana vocação de Cristo, ele reconheceu que ainda não tinha alcançado. Como se aproximar de um ser raivoso e envolto em uma capa de santidade que só de chegar perto já se sente julgado mesmo sem terem dito nada. Se revistam de humildade, humilhem-se ao mais baixo grau e Cristo os exaltará a mais alta altura, afinal aquele que quiser salvar a sua vida perde-la-a, mas aquele que a perder por amor a Cristo a salvará.




0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!