Moças Que Amam || Fala Garota

15:02 Any Olliver 0 Comments


Há uma grande diferença entre o amor e a paixão, se observarmos bem é claro.
Hoje vou falar a respeito da moça que ama. O foco aqui não é a paixão. Precisamos de mais mulheres amando e não somente se apaixonando.
Se observar bem, se vê que amor é constância. Ele é passivo, decidido. Quando ele encontra seu alvo permanece ali, porém permanece firmado no que é correto e descente. Afinal, por ser bom, não poderia cruzar a linha entre a justiça e o pecado. Não ultrapassaria limites não é?! Mais impõe eles, à pessoa amada certas vezes, gerando assim, crescimento em ambos que o sentem.
Aliás, uma das características do amor que mais amo é o fato dele ser respeitoso, dar espaço porém marcar presença. Isso é sublime!
Ele, o amor, é calmo, não obriga, não oprime, é paciente e sabe esperar como ninguém, passando até anos sem que nada mude, ou as vezes ficando mais forte. Depende muito de como é cultivado. Mas o importante é que permanece.
Ele não é gritaria, não é loucura. Pode ser confundido com a paixão como de costume, mas não deveria, fogo ensandecido e avassalador, que é gostoso de sentir sim e natural do ser humano, mas que ultrapassa certos limites e faz coisas loucas, não é O Perfeito.
Crises de ciúme aliás, não o revelam, atitudes impensadas muito menos. Amor não é só coração sabia? Ele leva quem o sente a considerar as coisas nos momentos importantes, a avaliar. E não é cego também como todos dizem, ele vê exatamente o que deveria ser enxergado por todos.
O conhecido 1° Coríntios 13 por todas nós, revela bastante a respeito dele:
"A caridade é sofredora, é benigna; a caridade não é invejosa; a caridade não trata com leviandade, não ensoberbece,
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não dia com injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, Tide crê, teu espera, tu suporta. A caridade nuca falha..."

(versos do 4 ao 8)
Avaliando essas e muitas outras características do amor, quem o sente – ou melhor quem pelo simples fato O serve, pois Deus é O Próprio Verbo Amar – deveria agir de acordo com essas características. Trazer no corpo suas marcas. E é exatamente por isso, que precisamos de mais moças que amam. É delas que a Bíblia muitas vezes fala.
Quando tudo se vai e sai fora do que é correto, as moças que amam permanecem firme, arraigadas em seu propósito aos pés de seu Deus, como uma árvore de tronco bem largo, onde não há variação. Não em sua essência! As folhas até podem se renovar, se desprendendo e voando a cada estação como vemos, mas sempre que todos passam, sempre que todos retornam, o tronco está lá, seja inverno ou verão. Forte como nunca, estável como sempre.
Quando as pessoas não enxergam o que é belo em alguém, elas o enxergam e cutucam isso para que venha aflorar. E do mesmo modo é com o mal, só que a diferença é o eliminando. Logo que todos não enxergam esse mal, elas por terem e servirem O Perfeito, logo o identificam e com poder divino o exterminam.
Moças que amam ficam firmadas no que é certo e afronta os amados por elas a andarem nessa linha correta também, dando o devido apoio.
Elas não são fracas, não caem em tentações baratas, nem se derretem por um sorriso. Elas preferem ver o choro pela verdade do que a alegria vinda pela ilusão. Elas amam então fazem o melhor e o correto, doa a quem doer. Pois, logo depois elas podem oferecer o remédio.
Moças que amam não andam em gritaria, não são ao extremo aflitas, pois demostram o que sentem não só nas palavras mas nas ações. Não são também imaturas assim como o amor, sabem bem dos prós e contras e estão decididas a seguirem rumo ao alvo.
Não visam o exterior, mas o interior. São pacíficas, são moderadas e não se deviam de sua essência, apenas se expandem, se ampliam em força como ninguém, permanecendo no que é correto como sempre. Moça que ama é forte, como leoa. (Provérbios 11:16)
É zelosa. Não é escreva ou boba, servindo a machismo, mas tem prazer em agradar nos detalhes.
Assim é uma mulher Virtuosa. Uma mulher sábia, firmada em Cristo. Uma mulher que ama intensamente, a Deus, os bons costumes, o seu ministério, seu dom, família, amigos, seu cônjuge ou futuro cônjuge... Quando uma moça que ama dá a mão é para segurar firme!
É só meditar em cada verso do livro de Provérbios no capítulo 30, onde o rei Lemuel registrou os conselhos de sua sabia mãe, para comprovar isso. Não é um homem ditando como são as mulheres, mas sim, uma mulher que amava seu filho e dizendo como são as valorosas moças. É só ler com carinho.
É só também observar nas passagens os exemplos contidos nelas de grandes mulheres que amavam intensamente: Joquebede, Sara, Rebeca, Rute, Ester, Maria... É só analizar.
É dessas moças que as igrejas, famílias, os rapazes e a sociedade precisam. São por essas características que nelas habitam, que o mundo clama. E ele seria tão diferente se elas assim crescessem. Ele não necessita de apaixonadas por Cristo, que são instáveis. O mundo precisa de Moças que Amam.
E não é necessário entrar em pânico, caso ainda não tenha essas características ditas acima pois isso é tarefa do amor, é consequência. Quem ama, quem O tem, se torna melhor a cada dia, herdando assim essas características.
Quando se lê 1° Pedro capítulo 3 por exemplo, se acha muito difícil ser como o exemplo de mulher descrito ali. Se assim ocorrer é só fazer exatamente isso, é só estudar sobre o amor. Deitar e meditar em seu comportamento e características, que são passadas para quem o sente e então, tudo fará todo sentido. Contra o amor o feminismo perde todo e qualquer argumento.
Seja você uma moça que ama. Se vasculhe por dentro, do mesmo modo que há diferença entre o amor e a paixão, uma moça que ama é diferente de uma moça que é apaixonada, que gosta do Evangelho, de seu ministério, de Cristo ou de um certo rapaz. Então, vasculhe os sentimentos e conheça verdadeiramente a Deus, O Verbo Amar e ame! Levando todas características em seu comportamento. Por favor, todos precisam disso.

0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!