Fazei discípulos || Fala Garoto

12:52 Jonatas Oliveira 0 Comments


Cristo após sua ressurreição maravilhosa aparece aos seus discípulos e os entregam as ultimas instruções do que eles tinham por responsabilidade realizar para a construção e a fortificação da Igreja de Cristo. Sendo assim o próprio Jesus lhes ordena: Portanto, ide, ensinai as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que vos tenho mandado; eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém. (Mateus 28:19)

  Tendo agora sendo ordenado, os discípulos deveriam, através dos ensinamentos que fora passado por Cristo durante os três anos de seu ministério aqui na Terra, anunciar a verdade do evangelho, que proporcionou a salvação aos gentios, a todas as nações do mundo. Eles, sendo testemunhas oculares da vida, morte e ressurreição do Senhor Jesus deveriam espalhar essa mensagem aos que creriam não pelo ver e sim pela fé.

  Os fundamentos básicos da Igreja de Cristo que são extraídos dos textos apostólicos deixam bem claro que o dever da igreja (Eklesia) é anunciar o propósito de Cristo e sua ação enquanto esteve entre nós (Emmanuel). Essa regra é explicita quando lemos não só os evangelhos, mas também quando analisamos os epistolas bíblicas. Estas coisas devem reger a ordem da igreja tendo em vista que a ordem de Cristo é falar aos homens e apresentá-los as obras Dele.

  Podemos observar através desse ponto de vista a respeito do que a Igreja deve fazer, vemos que a nossa geração está negligenciando o propósito do evangelho. Não que não haja evangelismos que realmente geram frutos dignos, mas devemos analisar o que Cristo realmente quis nos passar ao dizer o que lemos em Mateus 28 vers. 19.

  Hoje em dia, a maioria dos evangelismos que vejo, participo ou já participei, resume-se em entregar um folheto a uma pessoa e completar com a frase “Jesus te ama”. O problema disso é que o ide não pode se limitar somente a esse modelo. Cristo claramente nos mandou ENSINAR, ou DOUTRINAR, os pecadores em sua palavra e isso é muito importante, pois assim criamos os discípulos (de Cristo) que farão outros discípulos.

  Veja também que é importante o batismo, ele é o símbolo do arrependimento é faz parte da salvação. Charles Spurgeon diz: “O batismo de crentes [...], projetado para fortalecer e perpetuar cada correto sentimento e conduta”. Basicamente, Spurgeon quer dizer que o batismo dos que crêem em Cristo é uma forma de tornar eterno o sentimento do homem de saber que Cristo o escolheu. Essa mensagem deveria ser passada aos cristãos antes e lembrada constantemente após a confirmação do batismo.
  Sendo exigido por Jesus que seja realizado em nome do Pai [Jeová], Filho [Jesus] e Espírito Santo, para selar o compromisso e a crença à trindade. É como se Jesus estivesse nos dizendo que nós necessitamos de colocar nossa fé nos três adorando-os em singularidade e unicidade.

  Também nos é incumbido de “ensinar todas as coisas que vos tenho mandado”. Ensinar o que Cristo nos ensinou pode ser visto como apresentar ao pecador às escrituras, expondo as verdades e direcionando qual a devida interpretação deve ser feita.

  Cristo veio ao mundo, o Verbo de Deus se fez carne [João 1:14] e cumpriu-se a promessa de um redentor de viria ao mundo para salvar e justificar os seus eleitos antes da fundação do mundo [Efésios 1:4ª7] e também espalhar a mensagem do Reino de Deus e do arrependimento. Por isso ele nos deu a grande missão de dar continuidade ao seu propósito. Ele mesmo disse que fariamos coisas ainda maiores do que Ele fez durante três anos de ministério.

  Sendo assim, não podemos nos acomodar, precisamos pregar o evangelho a toda criatura não só por palavras, mas também por atitudes. Façamos missões e trabalhemos em prol do Reino de Deus, visando sempre a qualidade e não a quantidade. Façamos nós discípulos para Cristo, batizando e os ensinando-os a guardar todas as coisas a qual Cristo nos manda.

0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!