Fala Garoto || Homem de Família - 1/3

12:38 Jonatas Oliveira 0 Comments

  Fala garotada! Meu nome é Jonatas Oliveira e sou o novo encarregado da coluna "Fala Garoto" aqui no consagra jovem. Tenho 16 anos, moro em Três Pontas, sul de Minas Gerais. Gosto de teologia -em especial a Reformada-, leitura e escrita. Para mim será um desafio poder ajudar vocês a compreenderem a fé cristã aplicada em nosso universo masculino. 

  Para começarmos bem, decidi falar sobre três princípios que devemos aprender antes de nos casarmos. Como é um assunto muito complexo, resolvi dividir em três postagens; cada uma terá um valor diferente para ser aplicados em nossas vidas. O primeiro tópico que iremos explorar é o papel do homem como provedor de um lar. Seria isso uma ordenança de Deus ou imposição da sociedade? 

  Acredito que grande parte de nós deseja formar uma família; ter uma mulher amada como auxiliadora. Filhos para cuidar e levar a escola e juntos, em unidade adorar a Deus. Mas esse desejo deve ser alimentado de acordo com os santos preceitos bíblicos. Entendendo estes conselhos  você estará pronto para ser chefe de família.

Quando surgiu a família?

  Deus termina sua criação mas vê que o homem, diferente das outras criaturas vivia só. Então o Senho faz com que Adão caia em sono profundo e da costela do homem faz a mulher (Gn. 02:18-25). Porém a instituição familiar -homem, mulher e filhos- surge quando o homem peca desobedecendo a Deus; assim o Senhor fez separações de funções de cada um. Agora a mulher teria o papel de gerar e cuidar dos filhos e lar. Já o homem ficou com a função de trabalhar e ser provedor das necessidades familiar.



“Assim como Deus prove forças ao homem, o homem deve prover cuidados a mulher" 
  É nesse contexto que encontramos o primeiro princípio para sermos "homens de família"; este nos ensina que, além de amar esposa e filhos, nosso papel importante é prover as necessidades dos filhos. Ser provedor é se preocupar com o bem-estar e a felicidade dos familiares. 

  O que preocupa-me nos dias de hoje é a questão da desvalorização da instituição familiar; não estou me referindo apenas ao casamento gay, mas também do que presenciamos sempre nas igrejas, não faltam escândalos de adultério. Precisamos mudar essa situação, pois não devemos tirar uma mulher de sua casa, prometer ser o provedor e depois destruir tudo que foi pelos dois construídos. 

Seja provedor de amor: Proveja à sua família afeto, carinho, paz, etc. A forma a qual você tratará sua casa deve começar dentro dela; seja exemplo no trato com sua mulher para que seus filhos o sigam e, corrija seus filhos para eles serem boas pessoas


Seja provedor de conhecimento: Estude para ensinar seus filhos, tanto com os deveres da escola quanto da Bíblia. Faça-os crescerem em graça e conhecimento para que eles possam firmar-se no evangelho de Cristo.


Seja provedor material: Conheça as necessidades materiais de seus familiares, este é o seu papel; não veja isso como obrigação mas como um prazer ou uma demonstração de amor. Afinal, quem ama cuida.


Seja provedor espiritual: Viva uma vida de oração, sempre pensando no bem estar de sua casa. Ore junto com seus filhos, fale de Cristo, mostre que você está preparado para ajuda-los em problemas espirituais.  


 Entenda que Cristo deseja que você seja um homem que faça com que sua mulher veja em você a glória dEle, que seus filhos vejam em você um exemplo de homem. Que o seu desejo seja, que no futuro, montar uma família exemplo para a sociedade; não se conforme com a banalização da família tradicional. 


"Não vos conformeis com este mundo" (Romanos 12:1).


“Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente”. (1 Timóteo 5.8)


0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!