Pedidos não concedidos || Fala Garota

14:01 Any Olliver 0 Comments


Nos dias corridos de hoje uma pausa para refletir sobre o agir misterioso dAquele que nos conduz em sua perfeição, certamente pode fortalecer a fé.
Reflitamos então um pouco sobre nosso passado, sobre nosso futuro, (no que a nós é possível rsrs), a respeito de nossas preces, pedidos e desejos...
Engraçado, quando atingimos um estado de maturidade, as coisas que faziam nossos olhos brilharem já não nos causam tanto entusiasmo, já não são mais tão fascinantes. Os gostos mudam, a percepção da vida sofre alterações, a mente fala mais alto que as emoções.
Por exemplo: Uma adorável garotinha rechonchuda com pequenos problemas dentários nos meados de seus 6 anos, com certeza se encanta com bailarinas – E que se exploda os dentes tortos – ela certamente pediria de presente aos pais um "tutu" rosa. (não que ela queria ser bailarina a vida inteira) E se ainda assim fosse por eles permitido; iria com ele todos os dias a aula!
Volte e veja essa bela garotinha depois de uns 5 anos; será bem provável que um par de patins ou celular será por ela suplicado. E se assim continuar voltando ano após ano, os patins e demais desejos, serão substituídos por um belo aparelho colorido em seu sorriso, cursos particulares sobre respectivos assuntos, aparelhos eletrônicos e materiais de estudo.
Nada contra a garotinha de 6 anos, ela não tem nada de errado, nem está na fase errada. Só sua percepção que é diferenciada.
Os pais talvez não dariam o "tutu" rosa naquele dia, e com toda certeza não a deixariam perambular na rua com ele. Juntariam o dinheiro, e a levariam ao dentista mesmo com toda a birra que viria.
Seguindo esse raciocínio recordamos de nosso passado.
Você se lembra do que pediu no Natal á seus pais, aos 6 ou 7 anos? Se lembra de seu desejo mais precioso ou daquele "crush" de seus 10 anos?
É engraçado como mudamos, não?!
Também me recordo de meus pedidos esquisitos de infância. Eram sempre objetos diferentes ou que ainda não existiam. E as vezes me pergunto: “Onde eu estava com a cabeça para pedir um relógio cuco?!!” (rsrsrs) Digo talvez teria um em minha sala, mas, se Deus se vira-se para mim sorrindo e dissesse: – “O que queres querida?” COM CERTEZA! Seria algo mais útil que o cuco.
Percebe a fascinante história por traz da percepção?
Pois então... Alguns de nossos pedidos não são só mimos ou sem utilidade. Alguns são de grande periculosidade e pior – são tolos! Nos levariam por caminhos desastrosos e embaraçantes. Alguns um tanto esquisitos, não??!
E estávamos erradas ao pedi-los? Creio que todas as vezes, não! Como a garotinha de 6 anos no exemplo, não somos tolas, só intensas. É o momento! “Não queremos um aparelho. Nem sabemos de nossos problemas nos dentes!” se é que me entendes.
Ainda bem que os pais sabem sempre o que fazer. 
Assim é Deus. Não há alteração em sua visão. Deus sempre vê e sabe o que é melhor para nosso momento.
O imagino sorrindo e balançando a cabeça ao ouvir cada um de nossos pedidos. Porque tem de tudo! Mulher é mesmo um tanto peculiar. (rsrs) Mas é perfeitamente compreendida por Deus. Que nem sempre atende todos os pedidos.
O escritor C. S. Lewis uma vez, em uma de suas reflexões, chegou à perfeita convicção da qual todas hoje precisamos chegar, e se questionou:
“Se Deus tivesse concedido todas as orações tolas que eu fiz na minha vida, onde eu estaria agora?”
Acho que todas, estaríamos junto com o senhor Lewis perdidas, ou pelo menos em esquisitas situações.
Por isso, não nos cabe acumular maus sentimentos a respeito daqueles pedidos não concedidos, não se pode culpar a Deus por eles. Ele sabe exatamente cada coisa que deve estar – e não estar – em nossas vidas, para que cheguemos no lugar certo.
Se almejamos felicidade, cura, amor, ou outra coisa de acordo com as Escrituras – teremos! Mas não do modo que pensamos.
Pois o caminho da vida é algo sério.
Sabe, nao existe destino; mas caminho perfeito por Deus criado e planejado para trilharmos, e irmos acrescentando detalhes com nossas decisões.
E não que Ele, Deus, seja rígido ou extremamente racional.
De vez em quando nos concede aqueles mimos só para nos ver sorrindo sim, mas tenha certeza de que eles não alterarem em nada de modo prejudicial nosso caminho.
Um dia iremos crescer, largar os atos de meninos, e rirmos do que um dia já pedimos. Nossos gostos e percepções irão mudar. Até lá, mesmo sem entender, é melhor confiar, e saber que; nem todas nossas preces serão atendidas – E que bom isso, não é mesmo?! (rs
Mas certamente se pode descansar. Receberemos o fins por nós aguardado, pelos meios por Ele preparado. Aliás – Serão muito melhores que o esperado:

"As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem,
São as que Deus preparou para os que o amam."
{1 Coríntios 2:9}
Mal se pode esperar o amanhã para a tudo isso viver.
Mas por hoje, a gente pode acrescentar em nossas preces: – “Obrigada Senhor, por SEMPRE saber o que fazer!” ♡



0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!