Reconhecimento || Fala Garota

16:09 Any Olliver 0 Comments

Um dos males que tem levado os jovens (principalmente as meninas) a um "ananismo" de auto estima e a fazerem o que não querem e a não fazer o que querem, é o imenso desejo de reconhecimento. Pode não parecer, mas é.
Por mais que não digamos, todas queremos que um dia, pelo menos, poucas vezes, alguém — enfim — veja o nosso esforço. Veja que temos algo de bom em nós, que nos elogie por tudo que com tanta dedicação fazemos.

A verdade é que, um elogio faz bem aos nossos ânimos, isso nos encoraja a seguir adiante. Contribui para nossas ações futuras, mesmo as vezes sendo difíceis tais tarefas, mesmo assim continuamos, pois, afinal "tem gente que está à espera delas. Que as admiram."
Um artista sabe que é um artista, mas ter pessoas que gostam de suas obras, o faz ter motivação a continuar pintando. Assim é...
Alguém dizer que somos importantes, é como se confirmássemos isso a nós mesmas.

Mas viver em busca disso, e se esforçar para ouvir um "muito bem!" de certas pessoas amadas por você ou admirada, dia após dia, é uma tarefa cujo os resultados não são agradáveis.
Se viveres, todo o tempo almejando reconhecimento flor, você vai acabar pesando que o "vilão da história é você." Que o erro está contigo. Seus pensamentos passam a ser: “Qual é o meu problema??” Afinal é isso que o inimigo nos faz pensar. Em dias onde estamos fracas, ele nos espreita com idéias errôneas e entope nossos ouvidos com suas ideologias. Como fez com Eva.

"Não! Não há nada de errado contigo, a não ser esse enorme desejo de ser reconhecida." E se realmente houver algo em ti que tenha que mudar para melhor, acredite — Não são as pessoas que irão julgar isso!

Sempre chega a hora de se desprender, de mudar o foco, e de mudar o Juiz. Eu tive a oportunidade de mudar ainda bem cedo, no colégio, e graças a Deus fiz logo isso.

As mulheres tem se tornado cada vez mais carentes, e necessitadas de atenção.  Seja no trabalho se esforçando ao máximo, em casa com os pais, filhos ou com o cônjuge. Na igreja, na escola (principalmente) onde muitas se matam para mostrar que não são "retardadas", só porque são cristãs não quer dizer que são medrosas ou antiquadas. Assim, o que as pessoas falam passa a ser mais importante do que o que Deus fala, ao ter que fazer algo importante, já logo se pensa no que elas (es) vão pensar, e nessa busca incessante para agradar, para ouvir um: — “Você é uma ótima amiga!” passam a agir, "fazer ou não fazer", pelo os outros, e não por Deus. E isso é crítico e precisa mudar. Ninguém pode decidir nada sobre nós mesmas, só Deus, Ele deve ser nosso único juiz absoluto.

Olha, não dá para agradar todo mundo, nem mesmo Jesus agradou. Até hoje muitos relutam contra sua maneira de agir e seu amor. Não é novidade eles não se agradarem de ti também.
Eu sei que é ruim, eu sei que só queremos que "eles ou elas" vejam o quanto podemos oferecer de bondade, que o mundo veja que não somos tão ruins assim, poxa! Mas nesses trilhos, a auto estima fica baixa e queremos que "os outros digam o que na verdade precisamos dizer a nós mesmas."
Mas tudo isso muda, quando se foca em outro propósito... 

"Dele e por Ele, e para Ele, são todas as coisas." {Romanos 11:36}

Quando se lê esse verso e o absorve para si, digo o encaixa em sua vida; é incrível o que acontece!
Se tem alguém, que realmente vale apena se esforçar para agradar é “Cristo.”
E nem precisa esperar ouvir dEle um reconhecimento qualquer, porque Ele logo o manifesta com seu agir. Ele não é só Deus de palavra, é também de ação. Cada dia Ele confirma como está feliz com suas boas ações, e como te acha linda;
— Seja através de uma música, uma leitura. Naqueles momentos de total paz e contentamento no coração, ou até mesmo chega acontecer através de uma pessoa que você nunca viu na vida, chega e lhe confirma como é lindo ver sua maneira de servir ao Senhor e como Ele age através de sua vida. Mas isso acontece não para inflar seu ego, mas para te confirmar ao coração a alegria dEle por seu carinho e dedicação à obra dEle.

Quando mudamos o foco, quando deixamos para lá — por mais que difícil seja — o desejo de reconhecimento das pessoas e passamos a viver se preocupando só com Ele; não só o pensamento mas o modo de agir muda também.
Continuamos a fazer o bem, o certo a se fazer e isso nos passa a ser prioridade — não porque recebemos o mesmo das pessoas — mas por causa dEle!
Passamos a pisar forte no chão, continuando sensível se importando com os demais ao nosso redor, mas sem se importar com os comentários deles. Ficamos focadas em nossa missão e nem aí para as demais aflições.
Também se enxerga a realidade, de que: Não adianta! Nem todo mundo se agradará de nossas ações, não estaremos talvez na roda dos "maiorais" e nem sempre alguém agradecerá pelo que estamos fazendo — pelo contrário — talvez farão de tudo para nos importunar e fingira-o que nem notaram, mas acredite, notaram! Mas se importar com isso não cabe a nós, quem dá o crescimento à obra é o Senhor. Nossa parte é continuar caminhando, e "plantando".

Entenda uma coisa:
“Se fósseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece.” {João 15:19}

Você não é daqui, é de uma terra muito superior, e por mais que queira que a pessoa amada te veja como alguém melhor, para que talvez o amor dela mude — quem deve mudar é você.
É assim. Não tem um jeito fácil, não tem uma fórmula mágica ou outro método. É isso! Ou você vive de verdade para Deus ou irá sempre achar que a culpada pelas coisas sempre darem errado é você!
Milhares de garotas hoje em dia vivem isso, em suas escolhas, em suas casas, em seus relacionamentos — Amando pelo dois, e se martirizando pelas brigas acontecidas.
Fazendo das pessoas seu Juiz. Deixando que elas julguem o que é certo ou errado, se elas devem ou não fazerem algo.
Muitas vão até a depressão pelo fato, ou vivem o resto de suas vidas como formigas, oprimidas pelos seus próprios pensamentos.

Uma vez o escritor Max Lucado em um de seus devocionais, contou o caso de uma de suas companheiras de turma na faculdade.
Ele sempre a viu como uma moça tímida, sem ação e muito insegura. Meio tristonha e silenciosa, mas aplicada. Até que um dia ele mal a reconheceu; não só suas roupas mudaram e penteado, mas seu jeito de falar e agir também. Estava segura de si e totalmente despreocupada com olhares. Ainda continuava doce, mas confiante. "Ela havia ficado noiva". Era esse o motivo. Um rapaz a havia olhado em seus olhos e a dito que a amava e o quanto ela era importante para ele. O anel em seu dedo combinava com o brilho em seus olhos agora.

E esse é um ótimo exemplo do que Cristo faz convosco."Um ato muda tudo"
— Você está noiva querida, de Cristo.
Ele a olha todos os dias e a declara que te ama, a pede para se esforçar ao máximo aqui para um dia ir morar com Ele. E isso basta para você saber que seu reconhecimento vem dEle, e se vem dEle — Vem de quem realmente importa.
Saiba que com o tempo vamos conquistando nosso lugar, de vagar, passo após passo.
Alguns irão sempre nos admirar e nos alegrar com suas amizades, outros irão sempre nos criticar. E talvez as pessoas nos culpe pelos erros, mas nós devemos saber — você deve saber — dentro do peito que nosso dever deve ser feito por quem nos mandou.

Não podemos viver para agradar o mundo, não podemos  fazer as coisas - levar o ministério - as amizades - as responsabilidades - o emprego, só porque vemos surtir efeito positivo dos outros. Devemos fazer o bem porque é o nosso dever. Sem tapinhas nas costas ou um “muito obrigado.”
Cada um nesse mundo tem um papel importante a cumprir, principalmente nós mulheres, é só folhear a Bíblia para ver isso. Temos que fazer a obra, porque muitas pessoas precisam dela.
Sempre tem alguém, espiando e através de nosso exemplo de fé, sendo edificado,  mesmo que não vejamos.
A obra é eficaz para quem a recebe, e muito mas é para quem a faz.
Quando você coloca Deus como seu Juiz, a vida se torna mais leve. Deus não cobra muito sabe? Diferente das pessoas. 
Você se torna também, mais forte, mas confiante de si, todos notam, como notaram com a tímida colega de classe de Max Lucado.
Somos como ela, nosso noivo diz que somos importantes, e vivemos agora para agrada-lo. Devemos estar ocupadas de mais pensando em nosso casamento, e na obra que Ele quer fazer na vida dos outros, para nos preocuparmos com as opiniões alheias ou agradecimentos.

Como uma advogada que entra em pleno tribunal de salto alto, com papeladas nas mãos para apresentar perante o jure e liberar seu cliente, assim nós devemos ser! Sabemos nossa missão, pouco importa as opiniões contrária, sabemos em quem temos crido e não podemos desaponta-lo. É nosso trabalho. "Brilhamos na escuridão, queira os outros ou não."

Quem realmente te ama saberá valoriza-la, as pessoas serão atraídas a luz de Deus que há em você como um imã a um metal. Mas não podes se focar nisso.
O Deus que lá do céu te vê diz que és importante para Ele, o Reino está contando com você! Vem dEle o reconhecimento; E espere isso só dEle!

Somos importantes, não pelo o que as pessoas dizem, mas pelo o Espírito que habita em nós. E Ele está a nos aperfeiçoar.

Espero que você entenda essa verdade com carinho, e a receba em sua vida. Que você não viva almejando reconhecimento humano como muitas já vieram até mim sobre disso falando. Querendo desistir só porque as pessoas não a tratavam bem.
Entenda: Você e Deus é a maioria. Deus é tudo que precisas.

“Sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis.” {Colossenses 3:24}

Você é importante menina, mais do que imagina! ♡
E não digo isso apenas para anima-la, e sim por ser a plena verdade. E acho que você disso também sabia; Só precisava ser lembrada.

“E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão contados.” {Mateus 10:30}

Deus te abençõe. ♡

0 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!